Anari Online - Notícias de Vale do Anari e Região!

Polícia prende suspeito que pode ter matado adolescente e depois colocou fogo no corpo em Buritis

A perícia criminal apontou que não houve um acidente onde a adolescente teria sido vítima de um incêndio

A adolescente Camila Sacoman, 17 anos, não morreu por acidente durante um incêndio nesta madrugada de sábado (13), em sua residência localizada na Rua Primo Amaral, Região central do município de Buritis.

A perícia criminal apontou que não houve um acidente onde a adolescente teria sido vítima de um incêndio, pois pela maneira de como o corpo, era estranho, devido os pés estarem para fora da cama e havia uma corda enrolada no pescoço da vítima, dando a atender que ela foi morta asfixiada até a morte e o assassino ateou fogo na cama fazendo com que as chamas se alastrasse atingisse os demais compartimentos do imóvel e deixando o corpo carbonizado.

Após a primeira conclusão da perícia a Polícia Civil passou a investigar o suposto homicídio e rapidamente chegou até um jovem ainda não identificado que pode ter sido o autor do crime. Ele já está sobe custódia da Polícia que faz um interrogatório.

Hora1 Rondonia

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Polícia prende suspeito que pode ter matado adolescente e depois colocou fogo no corpo em...

A adolescente Camila Sacoman, 17 anos, não morreu por acidente durante um incêndio nesta madrugada de sábado (13), em sua residência localizada na Rua Primo Amaral, Região central do município de Buritis.

A perícia criminal apontou que não houve um acidente onde a adolescente teria sido vítima de um incêndio, pois pela maneira de como o corpo, era estranho, devido os pés estarem para fora da cama e havia uma corda enrolada no pescoço da vítima, dando a atender que ela foi morta asfixiada até a morte e o assassino ateou fogo na cama fazendo com que as chamas se alastrasse atingisse os demais compartimentos do imóvel e deixando o corpo carbonizado.

Após a primeira conclusão da perícia a Polícia Civil passou a investigar o suposto homicídio e rapidamente chegou até um jovem ainda não identificado que pode ter sido o autor do crime. Ele já está sobe custódia da Polícia que faz um interrogatório.

Hora1 Rondonia

Publicidade

Publicidade